"Você é o que escolhe ser. Escolha o amor." Isha

sábado, 4 de janeiro de 2014

Como amar incondicionalmente?


Amar incondicionalmente, dar sem esperar nada em troca. Todos nós pensamos que deveríamos fazê-lo, mas a maioria das vezes estes conceitos ficam em nobres ideais, impossíveis de alcançar. Por que é tão difícil amar incondicionalmente?
A razão pela qual não podemos amar aos demais sem  condições é porque não sabemos como amar a nós mesmos. Como posso dar o que não tenho? Como posso perceber a perfeição nos outros, aceitá-los como são, se me vejo como defeituoso? A única maneira de amar incondicionalmente é aprender primeiro a amar a nós mesmos.
Ironicamente, na sociedade moderna temos a ideia de que amar a si mesmo é egoísta. Na realidade, é egoísta não se amar porque enquanto você se rejeita e se julga, focando-se no que está mal, sempre irá necessitar algo dos outros: a aprovação, a aceitação, o reconhecimento. Isso é ser egoísta: tomar de seus seres queridos, ao invés de dar livremente. Amar-se é, na realidade, deixar de ser egoísta e começar a se responsabilizar: assumir a responsabilidade de sua própria felicidade, sua própria realização como pessoa.
Assim, estar consigo mesmo é suficiente, a própria presença é um prazer, poder dar livremente a aqueles ao seu redor sem condições, sem necessidade, sem temor. Quando se sente completo, dentro de si, é uma alegria natural dar aos outros, para servir-lhes em sua própria autorealização e recordar-lhes sua própria perfeição.
Há outra ideia falsa, e é que isto alimenta o ego. Mas o ego, na realidade, é essa voz que nos convence de que há algo mal conosco, essa voz que nos julga e nos mantém sendo menos. Frequentemente se adota uma postura falsa de orgulho e superioridade arrogante como proteção, mas se não podemos ver isto pelo que realmente é – profundo medo e insegurança – é apenas porque estamos presos no mesmo jogo do julgamento e da rejeição a si mesmo.
Então, o primeiro passo para poder amar-se incondicionalmente começa por ser honesto consigo mesmo, ver-se como é na realidade, pois assim, vendo e abraçando tudo o que é, se pode também mudar. Não estou falando aqui de atuar o amor incondicional, mas converter-se no amor incondicional, de sê-lo. E verá que abraçar-se assim como é, converterá você na pessoa que sempre sentiu que queria ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário